Terça-feira, 6 de Janeiro de 2009

2008 Filmes (II): Uma retrospectiva pelo cinema em 2008

 

Ora viva. Estamos de volta. Directo à Questão.
2008 foi um ano em cheio para a sétima arte. Em tempo de balanços, prosseguimos hoje a nossa viagem por alguns dos melhores filmes de 2008.
E um dos grandes filmes do ano é, sem dúvida, “Juno”, a história da gravidez de uma adolescente na América dos nossos dias. Jason Reitman filma “Juno” num tom de comédia descontraída, mas sem esquecer a profundidade e a grandeza de cada personagem. É assim que o drama do mundo real parece suavizado aos olhos do espectador, muito também por culpa do excelente argumento de Diablo Cody. Também o elenco é irrepreensível, com destaque inevitável para Ellen Page na personagem da jovem Juno. Também inevitável é a comparação com “Little Miss Sunshine – Uma Família à Beira de um Ataque de Nervos”, um dos melhores filmes do género dos últimos tempos, que viaja pelo dia-a-dia de uma família disfuncionalmente hilariante. “Juno”, sem ser tão brilhante como “Little Miss Sunshine”, consegue ser mais uma prova de vitalidade do cinema de parcos meios enquanto fiel retrato do real, por oposição aos blockbusters que inundam as salas de cinema como meras peças de entretenimento, no seu vazio e insipidez.
2008 proporcionou-nos ainda um fascinante mergulho nos bastidores do poder económico americano. Em “Michael Clayton – Uma Questão de Consciência”, o argumentista e estreante realizador Tony Gilroy oferece-nos uma interessante película, marcada pelas notáveis interpretações de George Clooney e de Tilda Swinton, esta última que venceu inclusive o Óscar de Melhor Actriz Secundária.
A nossa selecção de 2008 prossegue com “O Lado Selvagem”, um poderoso filme que marca a estreia do consagrado Sean Penn como realizador. O filme de Penn celebra valores como a coragem, o heroísmo ou a capacidade de sobrevivência diária. A interpretação de Emile Hirsch confere um vigor particular à narrativa, abrindo o véu para um final arrebatador, o culminar de uma acção em que o tempo e o espaço se cruzam de forma determinante.
Também arrebatador é “Jogos de Poder”, filme de Mike Nichols, realizador que já nos premiou com obras marcantes como “Closer” ou “Anjos na América”. À semelhança destes últimos, “Jogos de Poder” está longe de ser um filme consensual e fácil de digerir. Muito pelo contrário, é um filme que consegue ser perturbante na forma sublime como combina o humor e o drama, numa trama complexa e empolgante. E é precisamente isso que o torna num filme único. O argumento marca pontos e o elenco é de luxo, com Tom Hanks e Julia Roberts nos principais papéis. Mas o destaque vai inteirinho para a brilhante interpretação de Philip Seymour Hoffman. Quando achamos que o vencedor do Oscar por “Capote” já não nos consegue voltar a surpreender, eis que Hoffman tira mais um coelho da cartola, desta vez no delicioso papel de um agente da CIA.
2008 marca ainda o regresso de personagens míticas ao grande ecrã, entre as quais se destacam Indiana Jones, John Rambo e o próprio Batman, que faz a sua reaparição em grande estilo em “O Cavaleiro das Trevas”, naquele que é, indiscutivelmente, um dos grandes filmes do ano. Foi o já citado Tim Burton que trouxe Batman para o cinema como ele efectivamente merecia, marcando-o com a sua marca de sensibilidade quase poética, devaneio sombrio e humor aterrorizante. Depois de Burton, Joel Schumacher arrastou o super-herói para um campo mais espampanante, espalhafatoso, até carnavalesco, que pode ter atraído alguns seguidores, mas decerto desiludiu uma boa dose de fãs. “O Cavaleiro das Trevas” é o segundo filme da era Christopher Nolan. Depois de “Batman – O Início”, o realizador inglês volta a trazer o Homem-Morcego às suas origens, às emoções poderosas e desenfreadas da negra e sombria Gotham City. Esta é a receita de sucesso para um filme a mil à hora, com sequências de acção de prender o espectador do primeiro ao último minuto. Com Christian Bale atrás da máscara de Batman, é, contudo, o falecido Heath Ledger que brilha no papel de um Joker sociopata e gravemente perturbado. O Óscar a título póstumo para Ledger seria mais do que merecido e mais do que justo, mas ele seria sobretudo a confirmação de que o cinema perdeu um actor que já há muito deixara de ser uma promessa da sétima arte.
Ao desaparecimento do jovem Heath Ledger, 2008 juntou a perda de consagrados como Paul Newman, Charlton Heston, Sydney Pollack, Anthony Minghella ou Stan Winston.
No final de Fevereiro próximo, na cerimónia dos Óscares, descobriremos quem são os galardoados do ano. Até lá, segue-se a mais rica época cinematográfica do ano, com a estreia em Portugal dos principais candidatos às estatuetas douradas, com destaque para “Revolutionary Road” de Sam Mendes, “Nixon” de Ron Howard, ou “Changeling” e “Gran Torino” do crónico Clint Eastwood. Ao contrário de 2008, em que a cerimónia dos Óscares foi monopolizada por filmes de autor ou de baixo custo, como os já referidos “Juno”, “Haverá Sangue” ou “Este País Não é Para Velhos”, este ano há grandes expectativas depositadas em blockbusters como “O Cavaleiro das Trevas” ou “Iron Man – O Homem de Ferro”. Prometemos voltar a este tema uma vez conhecidos os vencedores do ano, até para perceber se as nossas apostas estavam ou não correctas.
Até para a semana. Directo à Questão.
publicado por Ricardo às 00:58
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

.Julho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. A crise de Portugal vista...

. Como Joana Vasconcelos pu...

. Sobre o Impacto da Mexida...

. Sobre o Impacto da Mexida...

. Algumas Reflexões Sobre o...

. Algumas Reflexões Sobre o...

. Algumas Reflexões Sobre o...

. Os Cinco Anos Sobre a Abe...

. D. Pedro I – Entre a lend...

. A Criança com Epilepsia

.arquivos

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds