Quinta-feira, 18 de Dezembro de 2008

A Propósito do Décimo Aniversário da Entrega do Prémio Nobel da Literatura ao Português José Saramago

 

 
Ora viva. Estamos de volta. Directo à Questão.
 
A propósito do décimo aniversário da entrega do Prémio Nobel da Literatura ao português José Saramago, aqui fica o seu poema “Fala do Velho do Restelo ao Astronauta”:
 
Aqui, na Terra, a fome continua,
A miséria, o luto, e outra vez a fome.
 
Acendemos cigarros em fogos de napalme
E dizemos amor sem saber o que seja.
Mas fizemos de ti a prova da riqueza,
E também da pobreza, e da fome outra vez.
E pusemos em ti sei lá bem que desejo
De mais alto que nós, e melhor e mais puro.
 
No jornal, de olhos tensos, soletramos
As vertigens do espaço e maravilhas:
Oceanos salgados que circundam
Ilhas mortas de sede, onde não chove.
 
Mas o mundo, astronauta, é boa mesa
Onde come, brincando, só a fome,
Só a fome, astronauta, só a fome,
E são brinquedos as bombas de napalme.
 
A “Fala do Velho do Restelo ao Astronauta”, de José Saramago. Na sequência da nossa última reflexão sobre cidadania, direitos humanos e inclusão, estas palavras de Saramago trazem até nós um sempre actual retrato de uma sociedade em que a discriminação social continua a ser uma realidade. Será que o facto de a entrega do Nobel a Saramago coincidir com a efeméride da proclamação da Declaração Universal dos Direitos do Homem constitui uma enorme coincidência? Decerto que não. Ou não fosse o galardoado um eterno preocupado com as questões sociais e humanitárias.
A cidadania humana concretiza-se na vida concreta, no quotidiano, na dinâmica das relações sociais. Para que a convivência entre todos seja possível, o homem tem lutado, ao longo da História, por condições justas e dignas de convivência e, a partir dessas lutas e conflitos sociais, vem estabelecendo colectivamente essas condições sob a forma de direitos. Actualmente, muitos desses direitos estão garantidos em Declarações, Tratados e Constituições, mas não são efectivamente respeitados no quotidiano da maioria da população mundial.
Muitas das consciências não interiorizaram ainda que todos nós, cidadãos, temos direitos e deveres. A discriminação, o abandono, a violência e a ausência de dignidade, enfim, todas as formas de exclusão, constituem uma grave violação dos Direitos Humanos, há sessenta anos proclamados pela Organização das Nações Unidas.
A pobreza e a exclusão social não são uma fatalidade ou uma má sorte que bate à porta dos mais vulneráveis aos fenómenos de pobreza. O desenvolvimento inclusivo é um desafio que impende sobre cada um de nós, cidadãos, conscientes dos seus direitos e responsabilidades, preocupados com o bem-estar dos outros, coerentes nas suas opiniões e argumentos, influentes através da sua acção, activos na sua vida comunitária e responsáveis pela mudança.
Falamos aqui dos direitos sociais enquanto a chamada “terceira geração” dos direitos humanos e de cidadania. É sobre este tema que debruçaremos a nossa análise na próxima reflexão.
 
Boas festas!!!
 
Até para a semana. Directo à Questão.
 
publicado por Ricardo às 00:33
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

.Julho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. A crise de Portugal vista...

. Como Joana Vasconcelos pu...

. Sobre o Impacto da Mexida...

. Sobre o Impacto da Mexida...

. Algumas Reflexões Sobre o...

. Algumas Reflexões Sobre o...

. Algumas Reflexões Sobre o...

. Os Cinco Anos Sobre a Abe...

. D. Pedro I – Entre a lend...

. A Criança com Epilepsia

.arquivos

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds